terça-feira, 13 de novembro de 2012

Aprendendo a dizer não a tudo aquilo que não edifica


   Jesus certa vez discursando para a multidão disse: “buscai em primeiro lugar o reino de Deus e as demais coisas vos serão acrescentadas”. Mas para algumas pessoas este princípio não se faz realidade na sua vida! E porque para alguns o reino não se torna prioridade? 
   A resposta está nas escolhas erradas! Jesus disse que o reino de Deus era semelhante a certo rei que celebrou as bodas de seu filho, uma grande festa a ser celebrada e um grande convite a ser entregue. O rei convidou as pessoas, e elas não quiseram ir, enviou servos para convidá-los mais uma vez, e da mesma forma eles disseram não, fizeram caso, escolhendo o brilho dos seus próprios interesses. 
  As escolhas erradas levam o homem a fracassos inesperados, porém reais, situações de extrema dor. Na parábola de Mateus 22 aqueles que disseram não para o reino e sim para suas escolhas acabaram mortos, em outra linguagem, fracassados, empobrecidos e acima de tudo longe do melhor de Deus. Jesus encerra este ensinamento dizendo que muitos são chamados, mas poucos os escolhidos.

   Uma coisa que precisamos aprender é que Deus jamais irá decidir por você, Deus chama cada um de nós, mas as escolhas decisivas sempre serão nossas. Quais as escolhas que tem determinado a sua vida? Precisamos aprender a escolher o reino, dizendo não para aquilo que não edifica. E quais as coisas que não edifica? 
 Tudo aquilo que rouba o lugar de Deus na tua vida- Dt 9;6 diz “devemos amar ao senhor com toda nossa força, alma e entendimento. Quando não colocamos esta verdade em prática em nossas vidas, sedemos o lugar do trono de Deus para coisas que jamais irão nos edificar. 
 Tudo aquilo que não contribui para a edificação da família- A família é um projeto de Deus, quando o senhor resgata alguém é porque Deus sonha com toda aquela família. A casa sobre a rocha é uma alegoria profunda que retrata esta realidade. Provérbios 14;11 diz que “a casa do ímpio será destruída, mas a tenda do justo florescerá”. 
Tudo aquilo que corrompe a imagem e semelhança de Deus sobre o homem- Mt 15;18-20 diz que o que contamina o homem é o que sai da boca e procede do coração, justamente do lugar onde tomamos as grandes decisões. 
 Tudo aquilo que pode exercer domínio sobre tua vida, que tira a essência do primeiro amor- “tenho, porém contra ti que deixastes o primeiro amor” existem ações que com o passar do tempo podem esfriar o amor de Deus em nós, causando domínio sobre nossa forma de agir. Ex: o orgulho, a cobiça etc... Andar por caminhos que não testifiquem o agir, e a glória de Deus sobre as nossas vidas podem resultar em caminhos sem volta. Provérbios diz que “há caminhos que parecem direito ao homem mais os seus fins são caminhos de morte”. Quais as escolhas que estão determinando resultados errados na sua vida? Que caminhos estão te obrigando a viver algo que não deve fazer parte da tua vida?
  Gostaria de compartilhar quatro chaves decisivas para aprendermos a dizer não a tudo aquilo que não edifica.
Valorize o relacionamento que você precisa ter com Deus- Não é simplesmente enobrecer ou cuidar do relacionamento que você tem hoje com Deus, mantendo o padrão como ele está. Mas, sim, olhar para a forma como Deus quer construir e edificar este relacionamento.
Desenvolva atitudes que te levem a crescer como filho de Deus- Quanto mais um filho aproveita as oportunidades, constrói sonhos e edifica projetos mais ele se torna um motivo de “orgulho” para o Pai. Quanto mais envolvidos estivermos com o reino mais longe estaremos das coisas que não edifica.
Romper com o passado e suas acusações- A palavra diz que aquele que está com Cristo é nova criatura, e as coisas passadas se fizeram novas sobre sua vida. O fator não é que tudo foi esquecido, mas, sim vencido pela novidade do agir de Deus.
Sacrificar o que é lícito e romper com o que convém-  Na visão do apostolo Paulo todas as coisas são lícitas, permitidas a fazer, mas nem tudo é conveniente a ser praticado. Se aprendermos a sacrificar nossas vontades, aquilo que gostamos de fazer, que o mundo permite, e rompermos com tudo aquilo que não é conveniente, seremos, sim, mais que vencedores, e com certeza, diremos não a tudo aquilo que não edifica.
Perseverar no caminho da cruz- Jesus disse que aquele quiser vir após mim, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz, e siga-me. Precisamos continuar a andar sob os valores da cruz, morrendo a cada dia para nossas vontades e vivendo para a glória de Deus.
Pr. Eugênio Serlam

Nenhum comentário:

Postar um comentário