sábado, 24 de novembro de 2012

Tomando posse da espada do gigante


Texto base: I Samuel 17;48-51
"Pelo que correu Davi, e pôs-se em pé sobre o gigante, e tomou a sua espada, e tirou-a da bainha; e o matou..."
  A vida de Davi nos ensina grandes verdades, princípios que nós devemos carregar pelo resto de nossas vidas. Um dos grandes ensinamentos, na vida deste grande homem é, sem dúvida alguma, a vitória que ele obteve sobre o gigante Golias. Naquela ocasião Davi estava a enfrentar o maior desafio de sua vida, um inimigo treinado para matar. A visão que se declara sobre esse texto para nossas vidas é algo impactante e surpreendente, um forte ensinamento que precisamos conhecer a fundo.
    O gigante era o maior desafio que o povo de Israel estava a enfrentar, o fato era que não havia naquele campo de batalha que pudesse enfrentar o gigante, derrubar o problema, até o instante que entra em cena o jovem Davi, que como instrumento de Deus se dispõe a guerrear. “Naquele dia Davi chega ao arraial como entregador de comida e sai como herói”. 
    Algo interessante é que Davi não só derruba o gigante, ele corta a sua cabeça com a própria “espada do gigante”, e dentro de uma visão profética isso significa chegar ao lugar onde ninguém jamais te enxergou, é, também, alcançar o lugar onde deus já te enxerga. Quem imaginaria que um simples coadjuvante chegaria a derrubar o gigante, se colocando de pé sobre o corpo do inimigo caído? Ninguém, verdadeiramente ninguém. 
   Naquela ocasião o gigante estava afrontando, perseguindo, desprezando e até zombando do povo de Deus. Davi, então, vai em direção ao gigante para vencê-lo, e algo de profundo impacto nos chama atenção: A espada do gigante; chegar ao lugar onde ninguém jamais te enxergou mais onde Deus quer te levar. Tenho contemplado esses últimos anos, o levantar de uma geração que não temem os gigantes que não olham para as circunstancias, mais que confiam na força do Deus todo poderoso.
Para tomarmos posse da espada do gigante, ou seja, chegar ao lugar onde Deus te enxerga, precisamos:
Conservar/Multiplicar o azeite que foi derramado sobre nós- ISm 16;13 diz: “então Samuel tomou o vaso do azeite e ungiu-o no meio dos seus irmãos”. O azeite representa o Espírito Santo, o Nível de unção que foi derramado e que precisa ser multiplicado sobre nossas vidas. Davi foi ungido como rei, tinha o coração de ovelha, mais a sua face era de leão. Ou seja, Davi tinha sobre si a unção que despertava a autoridade e o espírito da conquista.
Acreditar profeticamente na palavra do Rei- I Sm 17;37c diz: “ Vai-te embora e o Senhor seja contigo”. “Em outras palavras vai em frente, vença este gigante, pois a vitória já é tua”. Davi acreditou poderosamente nesta palavra, e se o óleo já ardia dentro do coração de Davi, imagine agora depois da palavra do rei. Davi já incendiava de tanto poder sobre sua vida. Algo que aprendi é que a palavra precisa incendiar nossos sonhos, e nos mover em direção avitória.
Não despreze o simples de Deus- Vs 49 “E tomou dali uma pedra e com a funda  lhe atirou e feriu o filisteu”. O simples de Deus é o grande instrumento que poderá te levar aos lugares inimagináveis. A pedra e a funda de Davi, a vara de Arão, o azeite da viúva, a capa de Elias.
   Tomar posse da espada do gigante é alcançar o lugar onde ninguém jamais acreditou que pudéssemos chegar. Deus tinha um grande propósito sobre a vida de Davi entregar a coroa de rei, mas para isso ele precisava não só derrubar o gigante mais derrotá-los completamente. Deus tem grandes promessas para cumprir sobre as nossas vidas, mais uma coisa que precisamos aprender é que não basta derrubar os gigantes, percisamos tomar suas espadas e vencê-los completamente.

Pr. Eugênio Serlam
  
  

Nenhum comentário:

Postar um comentário